O Mestrado Integrado em Arquitetura e Urbanismo é um curso oficial, acreditado pela Agência de Acreditação e Avaliação do Ensino Superior, estruturado de acordo com os princípios do Processo de Bolonha e reconhecido por Diretiva Europeia, permitindo assim aos seus diplomados exercerem a profissão em qualquer país das listas europeias.

O curso, com oferta em regime diurno e pós-laboral, é constituído por um 1º ciclo universitário de três anos, correspondentes a uma aquisição de competências em Estudos Superiores de Arquitetura e por um 2º ciclo de Arquitetura e Urbanismo, estruturado em dois anos. O 2º ciclo universitário é constituído por semestres especializados na área de Urbanismo (7ºsem.), do Património (8ºSem.), da Coordenação de Projeto (9ºSem.) e em Dissertação e Metodologias de Investigação (10ºSem.).

A estrutura curricular do Mestrado Integrado em Arquitetura e Urbanismo encontra-se organizada em dez semestres. Cada semestre corresponde a 30 ECTS, equivalentes a 840 horas de trabalho do estudante. O número total de créditos atribuídos ao Mestrado Integrado é de 300 ECTS.
A carga horária total do Mestrado Integrado é de 8400 horas (300 ECTS) de formação, distribuídas por 4 áreas científicas e uma optativa:

1º Ciclo
Área Científica ECTS
DPA Desenho e Projeto de Arquitetura 98
TEC Tecnologias 42
HUM Humanidades 28
FAP Ferramentas de Apoio ao Projeto 12
Total no 1º Ciclo o Plano de estudos 180

2º Ciclo
Área Científica ECTS
DPA Desenho e Projeto de Arquitetura 74
TEC Tecnologias 26
HUM Humanidades 14
OPT Optativas 6
Total no 2º Ciclo o Plano de estudos 120

Direção do Mestrado Integrado em Arquitetura e Urbanismo
Diretor de curso: Prof. Doutor Gilberto Carlos
Co-Diretora de curso: Prof.ª Doutora Mónica Alcindor

O curso conta com o apoio do CI-ESG/ Centro de Investigação da escola para o desenvolvimento de projetos de investigação de caráter nacional e internacional, procurando que haja uma articulação entre o conhecimento científico produzido e os conteúdos das unidades curriculares dos diferentes ciclos de estudos, em especial no âmbito de dissertações.

O Mestrado Integrado em Arquitetura e Urbanismo prepara o futuro arquiteto e urbanista com metodologias e instrumentos adequadas ao exercício de projeto. Pretende-se que o estudante desenvolva e consolide soluções para intervir no território, de modo estruturado e fundamentado, com projetos ajustados ao contexto de intervenção, ficando habilitados para, entre outras funções possíveis, trabalharem como/em:

  • Profissionais liberais;
  • Empresas de arquitetura e engenharia;
  • Equipas de reabilitação urbana;
  • Equipas técnicas especializadas em património cultural;
  • Equipas de urbanismo, planeamento, mobilidade e ordenamento do território;
  • Cargos de administração pública;
  • Comissões de Coordenação Regionais;
  • Gabinetes de apoio ao desenvolvimento;
  • Direção e fiscalização de obra;
  • Construção, manutenção e mediação imobiliária;
  • Carreira de investigação;
  • Consultoria científica e técnica;
  • Carreira universitária;
  • Edição e crítica de arquitetura e urbanismo.

Singularidades do curso

Diploma em Arquitetura e Urbanismo | Articulação entre escalas (do território ao detalhe arquitetónico) | Sensibilidade e especificidade na adequação ao contexto | Diferentes metodologias no estudo da forma urbana | Intervenção em património nas suas distintas dimensões | Valorização de processos e culturas construtivas tradicionais | Arquitetura ecológica e bióclimática | Aprofundamento de estratégias sustentáveis | Arquitetura de Terra | Desenvolvimento de abordagens digitais | Exploração de métodos de base tecnológica | Parcerias internacionais e regionais sólidas | Projetos de cooperação e investigação aplicada.

Plano de estudos

Condições de Acesso

Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior
Código Curso: 9507
Código da Instituição: 4025
Para mais informações e para conhecer os procedimentos e número de vagas: www.dges.mctes.pt

Provas de Acesso

Uma das seguintes:
10 – Geometria Descritiva
12 – História da Cultura e das Artes
16 – Matemática

Estudantes Provenientes do Ensino Secundário Estrangeiro
Para os candidatos titulares de cursos de ensino secundários estrangeiros, e legalmente equivalentes ao ensino secundário português, são admitidos como provas de ingresso exames finais de disciplinas terminais dos respectivos cursos, análogas às disciplinas do ensino português. Os candidatos titulares de cursos de ensino secundários deverão solicitar equivalência de estudos ao Ministério da Educação Português.

Outras Formas de Acesso
Podem candidatar-se ao acesso aos cursos ministrados na Escola Superior Gallaecia, os titulares de cursos superiores, de cursos médios ou de um diploma de especialização tecnológica. Outras formas de acesso disponíveis são as provas para os maiores de 23, as mudanças de curso, as transferências e os reingressos.

Se ainda não detêm os requisitos para acesso pode frequentar o curso em regime livre. Ver Cursos Livres

Mais informações em Candidaturas ou contactar a Secretaria da ESG.

Dissertação do aluno Daniel Meira

+ Informação: