A esGallaecia/ Escola Superior Gallaecia assume o compromisso com a garantia da qualidade do ensino, da investigação e da transferência de conhecimento alicerçada nos seus valores e como base fundamental para a prossecução da sua missão. No âmbito da estratégia institucional da esGallaecia, a qualidade apresenta-se como um eixo transversal a toda a atividade da escola e pretende ser intrínseca à própria cultura da esGallaecia e de todos os seus agentes, respeitando o grau de envolvimento e responsabilidade de cada um. Pretende-se, assim, que todas as partes interessadas estejam ativamente envolvidas no processo da qualidade e não apenas o Gabinete da Qualidade. Esta cultura da qualidade é baseada na melhoria contínua, na responsabilidade, na autorresponsabilização e na prevalência do interesse geral.

Sistema Interno de Garantia da Qualidade (SIG-Q)

O SIG-Q é o mecanismo, desenvolvido pelos órgãos competentes da esGallaecia, que pretende englobar todos as partes interessadas no projeto da escola e está assente nos valores e princípios defendidos pela esGallaecia. Tem na sua base uma cultura de difusão da qualidade, de autocrítica construtiva pessoal e institucional, como elementos essenciais para generalização constante da melhoria da qualidade.

O Sistema Interno de Garantia da Qualidade abrange de forma sistemática todas as áreas científicas ministradas na esGallaecia, bem como todas as atividades, estruturas, recursos e serviços inerentes à atividade da escola. O SIG-Q tem como objetivo proceder à monitorização e avaliação contínua das diferentes vertentes de ação da esGallaecia, de forma a implementar estratégias de melhoria constante, sustentadas e duradouras da qualidade e assim aferir o cumprimento da missão da esGallaecia.

Para além da promoção contínua da melhoria da qualidade, o sistema pretende dar apoio ao planeamento estratégico da escola, desenvolvendo indicadores e informações relevantes para a escola, sua gestão e para prestação de contas à comunidade. Pretende também efetivar a definição de responsabilidades dos diferentes órgãos e níveis de gestão no processo de garantia de qualidade e contribuir para disseminação dessas responsabilidades por todos os agentes, com o objetivo de criar uma cultura de qualidade horizontal e que também parta das bases. Assim, no SIG-Q definem-se as formas de participação e envolvimento dos estudantes, docentes, funcionários, diplomados e outros agentes externos.

O SIG-Q serve de mecanismo estruturante, organizador e agregador dos processos (e seus documentos) de monitorização, avaliação, controlo, reflexão e decisão com vista à melhoria contínua. No âmago do próprio sistema está ainda definida a sua própria monitorização e avaliação, para permitir uma constante atualização.

Manual da Qualidade

Inquéritos Pedagógicos

2016/17 – 2º semestre / Avaliação do Desempenho Docente
2016/17 – 2º semestre / Avaliação das Unidades Curriculares

2016/17 – 1º semestre / Avaliação do Desempenho Docente
2016/17 – 1º semestre / Avaliação das Unidades Curriculares

2015/16 – 2º semestre / Avaliação do Desempenho Docente
2015/16 – 2º semestre / Avaliação das Unidades Curriculares

2015/16 – 1º semestre / Avaliação do Desempenho Docente
2015/16 – 1º semestre / Avaliação das Unidades Curriculares

2014/15 – 2º semestre / Avaliação do Desempenho Docente
2014/15 – 2º semestre / Avaliação das Unidades Curriculares

2014/15 – 1º semestre / Avaliação do Desempenho Docente
2014/15 – 1º semestre / Avaliação das Unidades Curriculares

Aproveitamento e Insucesso Escolar

2016/17 – Arquitetura e Urbanismo
2016/17 – Artes Plásticas e Multimédia

2015/16 – Arquitetura e Urbanismo
2015/16 – Artes Plásticas e Multimédia

2014/15 – Arquitetura e Urbanismo
2014/15 – Artes Plásticas e Multimédia

2013/14 – Arquitetura e Urbanismo
2013/14 – Artes Plásticas e Multimédia

Relatório de Atividades

2015 – Relatório de Atividades
2014 – Relatório de Atividades
2013 – Relatório de Atividades
2012 – Relatório de Atividades

Avaliação e autoavaliação

2016 – Relatório de Autoavaliação (publicado em 2017)
2014 – Relatório de Autoavaliação (publicado em 2015)
2012 – Relatório de Autoavaliação (publicado em 2013)