ÁREA CIENTÍFICA CSC
PERIODICIDADE Semestral
HORAS TOTAIS 84
HORAS DE CONTACTO 36
TIPOLOGIA Teórica
ECTS 3


Resumo

Exploração e análise sociológica da complexidade das relações entre comunicação, indivíduo, sociedade e novas tecnologias da informação, enquanto principais motores das realidades
sociais contemporâneas e diversos elementos que a compõem e definem. Sociologia da Comunicação é uma UC de tipologia teórica, em que são explorados alguns dos conceitos,
definições, teorias e interpretações do novo paradigma social, numa abordagem do geral para o particular e assente no quadrinómio sociedade, sociedade, comunicação, arte e novas tecnologias.

Objetivos da aprendizagem

Promover nos discentes a capacidade de refletir sobre as conceções clássicas e contemporâneas da comunicação em sociedade;
Analisar os mitos e metáforas associadas às conceções sociais clássicas e contemporâneas da comunicação;
Compreender a sociologia da comunicação de massa como estudo dos efeitos dos meios de comunicação social;
Promover a reflexão sobre o seu papel na construção social da realidade.
Dotar o discente de conhecimento sobre as principais correntes teóricas no estudo da teoria sobre processos da comunicação e sobre os seus fundamentos científicos.

Conteúdos programáticos

Reflexão acerca das concepções clássicas e contemporâneas da comunicação. Abordagem à sociologia da comunicação;
Comunicação e Sociedade. Processos contemporâneos da comunicação mediática e de informação;
Compreensão e análise de mitos e metáforas da comunicação. Sociologia do conhecimento. A Teoria da Sociedade de Massa vs Teoria das Diferenças Individuais. A problematização das principais tradições teóricas da Sociologia da Comunicação e reflexão sobre as dinâmicas atuais associadas às novas tecnologias da informação.

Metodologia de ensino

Aulas teóricas de debate, consulta e investigação. Os estudantes, orientados pelo docente, terão por base textos de apoio para analisar e refletir ao longo do semestre. As aulas decorrerão através de intervenção e discussão após a matéria tratada, assente em simulação de situações reais.

Método de Avaliação

Avaliação contínua com base nos dois momentos formais de avaliação. O primeiro corresponde à apresentação de uma análise de texto selecionada e desenvolve­se em grupo (este em função do número de estudantes). O segundo, consistirá num trabalho individual aprofundado a apresentar no final do semestre. Atender­se­á ainda à participação nas aulas. Os estudantes que não preencherem as condições da avaliação periódica passam ao regime de avaliação por exame final.

Bibliografia

Albarello, L. et al (2005). Práticas e métodos de investigação em Ciências Sociais. Lisboa: Gradiva.
­Bardin, L. (2008). Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70.
­Dias, F. (2001). Sistemas de comunicação, de cultura e de conhecimento: um olhar sociológico. Lisboa: Instituto Piaget.
Giddens, A. (2010). Sociologia. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.
­Munari, B. (1993). Das coisas nascem coisas. Lisboa: Edições 70.
­Olabuénaga, J. (2007). Metodologia de la investigación cualitativa. Bilbao: Universida de Deusto.
­Rodrigues, A. (1994). Comunicação e cultura: a experiência cultural na era da informação. Lisboa: Presença. ­ Silvestre, M. J. (2011). Sociologia da comunicação. Lisboa: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas.