ÁREA CIENTÍFICA AVM
PERIODICIDADE Semestral
SEMESTRES 1º semestre
HORAS TOTAIS 84
HORAS DE CONTACTO 36
TIPOLOGIA Teórica
ECTS 3

Resumo

Conhecer as tecnologias que permitam a transformação da ideia no objecto. Plotters, impressoras, fotografias, pincéis, entre outras, são algumas das ferramentas, cuja utilização é pensada na visão e na execução da ideia. Proporcionar aos estudantes conhecimentos técnicos sobre os diferentes materiais utilizáveis nos diversos processos de produção, suas características, aplicações e processamentos. Utilizar conceitos e linguagem específica para identificar materiais e possíveis técnicas de processamento. Promover a investigação para a seleção dos materiais adequados aos projetos e determinar qual a melhor forma de os processar para obterem o efeito desejado. Reconhecer as limitações que os materiais oferecem: analisar e selecionar dentro das possíveis soluções. Dominar a concepção de maquetas e modelos para diferentes tipos de materiais e processos. Estimular a reflexão crítica.

Objetivos da aprendizagem

Compreender o que é representação, seus sistemas/ modelos, em diferentes paradigmas históricos e áreas do saber;
Interpretar sistemas/ modelos de representação, signos e simbologia.
Conhecer materiais e possíveis tipos e técnicas de processamento, tecnologias e modos de faz
Conhecer modos de pesquisa para a seleção de informação diversa pertinente e materiais adequados aos projetos.
Dominar a aplicação de signos e símbolos em trabalhos artísticos, a concepção de maquetas e modelos em diferentes tipos de materiais, suportes e processos.

Conteúdos programáticos

Tipos de representação/ representação de tipos;
Sistemas/ modelos, signos/ símbolos/ metáforas/ alegorias. Outros facilitadores da interpretação comum
Linguagens e representação: artes plásticas/ música/ performance/ escrita/ literatura, outras;
Análise de signos, símbolos em obras (culturas ocidentais/não ocidentais e reveladoras da cultura­mundo): símbolos/ signos abstractos/ físicos/ outros que evidenciam estruturas conceptuais complexas;
Comunicação em ambiente virtual: evolução, tendências da informação online áudio­scripto­visual;
Análise de ferramentas/ tecnologias analógicas e digitais cuja utilização é pensada na visão e execução da ideia em (i) arte ao longo dos tempos (ii) artes visuais contemporâneas e na sua semântica (iii) propostas criativas apurando­se soluções/melhorias a partir do conhecimento adquirido;
Pesquisa, organização criativa de sistemas de signos, esquemas organizacionais com exercícios (e.g. fotomontagem), modos de fazer/técnicas/tecnologias/processos.

Metodologia de ensino

As aulas assentam na transmissão de conhecimentos teóricos, através da análise e leitura de textos, visionamento de imagens, obras reais, documentários e outros exemplos com recurso a meios de projeção na sala de aula e através de visitas de estudo. Apesar das aulas terem uma índole teórica, a teoria transmitida tem uma consequência aplicativa, prática. Essa componente conta com o acompanhamento direto do docente. Conceitos/ tecnologias/ ferramentas/ técnicas/ soluções práticas exploradas veem a consolidação do conhecimento sob essa forma aplicativa. As aulas exploram o conhecimento teórico (dos sistemas/modelos de representação), assim como técnicas, ferramentas (para a ideia e representação real), relevando­se a capacidade de uma análise autocrítica por parte dos estudantes a partir dos resultados alcançados.

Método de Avaliação

A avaliação é contínua e sobre a quantidade e qualidade da investigação, participação, assiduidade.
Relatórios solicitados e exercícios (90%)
Participação e desempenho (10%)

Bibliografia

­Benoist, L. (1999). Signos, símbolos e mitos. Lisboa: Edições 70.
­Frischer, B. (2009). Art and Science in the Age of Digital Reproduction: From Mimetic Representation to Interactive Virtual Reality. In VAR ­ Virtual Archaeology Review. Volumen 2 Número 4, May 2011, pp. 19­32. (Recuperado em: http://www.varjournal.es/doc/varj02_004_06.pdf)
­Hall, J. (1995). Dictionary of subjects and symbols in art. [S.l.]: Westview Press.
­Lipovetsky, G., Serroy, J. (2010). A Cultura–Mundo. Resposta a uma sociedade desorientada. Lisboa: Edições 70.
­Marcel, D. (2004). Messages, signs, and meanings: a basic textbook in semiotics and communication theory (3rd Ed.). [S.l.]: Canadian Scholars’ Press.