ato público | Luísa Belchior

Defesa de Dissertação do Mestrado Integrado em Arquitetura e Urbanismo
17.junho.2020 | 17h30 | videoconferência . zoom
A Defesa de Dissertação de Luísa Maria Almeida Torres Belchior, intitulada Aplicação dos Planos Estratégicos e dos Instrumentos de Gestão Territorial na cidade de Mirandela, realiza-se na próxima quarta, dia 17 de junho, pelas 17h30 por videoconferência.
Júri da Prova – Prof.ª Doutora Goreti Sousa, Prof. Doutor David Viana, Prof. Doutor Rui Florentino, Prof.ª Doutora Ana Lima.
Resumo:
Esta Dissertação tem por objetivo o estudo da evolução urbana da cidade de Mirandela num período temporal perfeitamente balizado entre os anos de 1926 e 2012. Este estudo cientifico agrega a contextualização dos acontecimentos históricos característicos de cada época mas também numa fase posterior a virtualidade versus ocorrência da aplicação dos planos estratégicos de gestão territorial característicos das políticas de ordenamento territorial que vão sem aplicadas a todo o território nacional. Foi objetivo deste estudo científico que a fundamentação do período temporal estivesse marcada pelo início da industrialização do local de estudo como limite mínimo temporal e que o limite máximo coincidisse com o período agudizado da crise no sector imobiliário a partir do qual as alterações urbanas não eram passiveis de registar dada a sua escassa relevância.
O interesse pelo tema prendeu-se com o facto de Mirandela ser uma cidade estratégica para todo o nordeste transmontano num contexto de Política de Ordenamento do Território, onde se reconhece o desequilíbrio do território Português e a importância das cidades de média dimensão como forma de contribuir para um maior equilíbrio do sistema da rede urbana nacional.
É com esta premissa que surgem os objetivos de estudar a evolução urbana da cidade marcada pelo efeito dos acontecimentos ao longo da história e ainda de verificar a eficácia da implementação das estratégias nacionais de ordenamento do território baseadas no aproveitamento e valorização das dinâmicas regionais como um dos principais impulsos na definição de estratégias e ações a seguir para a diminuição destas assimetrias. Pretende-se entender e apreciar o desenvolvimento da cidade na medida da atribuição que lhe foi dada de centralidade num âmbito supraconcelhio e por isso indispensável na estruturação do sistema urbano da região.
A metodologia de investigação adotada foi o estudo de caso único com carácter evolutivo aplicado a Mirandela. Quanto às técnicas de recolha de informação, entendeu-se que se justificava a consulta de bibliografia que contextualizasse as cidades portuguesas, nomeadamente as de dimensão média e ainda as profundas alterações que sofreram em períodos históricos específicos como referentes da radicalidade das mudanças nas formas e nos processos de urbanização. Após este período de aprofundamento científico através de bibliografia adequada, a metodologia de trabalho seguiu um caminho do estudo da própria historicidade no período temporal destacado, através do levantamento de dados demográficos, de instalação Industrial e comercial, de evolução dos serviços públicos e privados, dos planos de obras públicas por época e da apreciação de algumas demandas de cariz social tais como a influência da imigração, da instauração do regime democrático ou da implementação dos planos do Fundo de Fomento a Habitação.
No final da dissertação são apresentadas as conclusões sobre os objetivos propostos, com recurso aos estudos realizados e seus resultados. Foram elaboradas cartografias da cidade relativas ao último ano de cada período temporal considerado e a partir destes elementos apresentadas considerações acerca dos objetivos propostos resultantes da conjugação dos factos históricos regionais e nacionais com as mudanças na forma da cidade e na alteração dos processos de urbanização.
– Luísa Belchior
Orientadores. Prof. Doutor Rui Florentino e Prof. Doutor Paulo Guerreiro
* Não é permitido filmar ou gravar a sessão, nem a utilização do sistema de chat. A assistência das provas públicas deve manter o microfone e o vídeo desligados durante toda a sessão, com a exceção do Candidato e dos membros do júri.