Código
A51

Unidade Curricular
Metodologias de Investigação

Área Científica
HUM

Periodicidade
Semestral

Semestre
10º semestre

Horas Totais
56

Horas de Contato
20

Tipologia
Teórica

ECTS
2


Resumo
Desenvolvimento de abordagens para a organização da dissertação em termos de definição da problemática, programa de trabalho, tipos de pesquisa, técnicas de recolha e tratamento de informação, fontes de pesquisa, estrutura dos resultados, referências bibliográficas e demais procedimentos relevantes para a tese. Consolidação de processos sistemáticos para o aprofundamento de questões científicas, valorizando o rigor metodológico, a estrutura formal e o contributo para o conhecimento da investigação.

Objetivos de Aprendizagem
Adquirir competências na área da investigação científica. Fomentar a reflexão em torno do objeto de estudo, dos objetivos a atingir, da problemática em estudo, de modo a incentivar a investigação, a capacidade de síntese e de argumentação. Ampliar o conhecimento de instrumentos de recolha e tratamento de informação. Desenvolver capacidades para a utilização de métodos operativos na análise e interpretação da informação recolhida.

Conteúdos Programáticos
Definição da problemática: proposta, definição, objetivos, contextualização, estado da arte, fontes e referências bibliográficas. Planeamento da pesquisa: cronograma e programa. Proposta de dissertação: temática, identificação da problemática, cronograma de trabalho. Estrutura da dissertação: estrutura, abordagem às componentes, índice, resumo, introdução, corpo de texto, conclusão, bibliografia e anexos. Tipos de Investigação: histórica, experimental, etnográfica, critico-argumentativa, estudo de caso, etc. Recolha de informação: análise documental, observação, entrevista, questionário, notas de campo, etc. Tratamento da informação: análise de conteúdo e estatística. Interpretação e apresentação de resultados: categorização, diagrama, tabela, escala, etc. Metodologia de abordagem: análise de dados, fontes primárias e secundárias, métodos de análise quantitativa e qualitativa. Apresentação e defesa: estrutura da apresentação, carácter sintético e preparação da defesa.

Metodologia de Ensino
O ensino assenta em processos e problemáticas que o docente prepara para discussão coletiva a partir de debates em que os estudantes, individualmente ou em conjunto, participam em análises e procedimentos que perspetivam a troca de conhecimento e saberes. Através de sessões teóricas ministradas pelo docente, com recursos a meios audiovisuais, são explanadas abordagens e métodos de investigação que enquadram a experimentação prática que os estudantes seguidamente desenvolvem – ensaiando operativamente nas respetivas propostas de dissertação os conteúdos desenvolvidos. A aprendizagem consubstancia-se em métodos comparativos, de análise de estudos de caso, a partir de estratégias exploratórias e estruturadas, apoiadas por métodos quantitativos, qualitativos, de inferência, inquéritos, entrevistas, trabalho de campo. A metodologia promove uma aprendizagem progressiva, mas com orientação direcionada por parte do docente, solicitando que os estudantes fundamentem a adequação entre os paços metodológicos definidos para as suas teses e os objetivos a alcançar. A metodologia concorre, em termos gerais, para o ensino sistemático e crítico.

Método de Avaliação
A avaliação decorre de uma estratégia de suporte à operacionalização do processo de construção da dissertação de cada estudante. Assim, a avaliação é contínua e tem em consideração a apreciação das propostas entregues em dois momentos distintos do semestre, incidindo sobre a sua consistência, fundamentação e capacidade de sistematização. Cada momento de avaliação é acompanhado por um enunciado que enquadra o âmbito e as problemáticas a dar resposta pelos estudantes para a respetiva etapa do exercício. O docente afere, sessão a sessão, o envolvimento e compromisso do estudante com a UC, verificando a sua progressão da aprendizagem e níveis de aquisição de conhecimentos na prossecução das propostas de dissertação.

Bibliografia
BELL, Judith (2008). Como realizar um projeto de investigação: um guia para a pesquisa em Ciências Sociais e da Educação. Lisboa : Gradiva. ISBN 978-972-662-524-7. Cota BDC: 37 / B 381 c .
BORDEN, Iain & RUEDI RAY, Katerina (2006). The Dissertation. An Architecture Student’s Handbook. Oxford : Architectural Press–Elsevier. ISBN 978-0-7506-6825-5. Cota BDC: 37 / B 724 d.
FERNANDES, A. (2002). p. 2ª ed. Porto: Porto editora. Cota BDC: 37 / F 398 m
QUIVY, Raynond & CAMPENHOUDT, Luc Van (2008). Manual de Investigação em Ciências Sociais. Lisboa : Gradiva. ISBN 978-972-662-275-8. Cota BDC: 37 / Q 85 m.
RUIZ Olabuénaga, J. (2007). Metodología de la investigación cualitativa. 4ª ed. Bilbao : Universidad de Deusto. Cota BDC: 37 / R 884 m.