Código
A39

Unidade Curricular
Teoria Urbanística

Área Científica
HUM

Periodicidade
Semestral

Semestre
7º semestre

Horas Totais
84

Horas de Contato
40

Tipologia
Teórica

ECTS
3


Resumo
Desenvolvimento da análise, interpretação e síntese comparativa de teorias urbanísticas, identificando e codificando distintas linguagens e gramáticas numa sintaxe cognitiva espacial, abordando-se a génese da tratadística urbana, intervenções urbanas de referência e enquadrando conceitos e terminologia diversa sobre a cidade atual e respetivos paradigmas de transformação, como cidade compacta, genérica, difusa, dispersa, megacidade, metapolis, cibercidade, urbanização extensiva, fragmentação e processos informais de urbanização. Consolidação de abordagens cruzadas entre processos de conformação e modelos urbanos.

Objetivos de Aprendizagem
Desenvolver a capacidade de análise, interpretação e síntese de diversas propostas urbanas, identificando, cruzando e codificando distintas linguagens e gramáticas numa sintaxe cognitiva e espacial. Compreender e desenvolver instrumentos de pesquisa e metodologias de abordagem sobre a condição urbana presente, de modo a incrementar visões e perspetivas próprias sobre o espaço urbano contemporâneo e os seus valores expressivos, apoiadas numa sensibilidade complexa e estruturadas em processos de transversalidade interdisciplinar e interescolar. Expressar e comunicar conhecimentos ao nível do pensamento sobre a cidade pré-moderna, moderna, pós-moderna e o urbano contemporâneo. Consciencializar para o papel do urbanismo na transformação do território e da sociedade, no espaço e no tempo.

Conteúdos Programáticos
Século XVIII: pré-urbanismo. Século XIX: consubstanciação disciplinar do urbanismo; modelos culturalistas/ humanistas. Século XX: utopias urbanas; modelos progressistas e culturalistas; cidade industrial; cidade moderna – zonamento e especialização das partes e funções urbanas; crítica ao urbanismo funcional; novas utopias e o debate sobre a cidade e o urbano; o papel dos centros históricos e a expansão de periferias; o desafio da grande dimensão do espaço urbano globalizado e extensivo. Século XXI: desafios do urbano contemporâneo; novas orientações para a investigação em urbanismo; ecological urbanism; princípios do green urbanism; urbanismo [in]formal.

Metodologia de Ensino
Os conhecimentos e competências serão transmitidos por horas de contacto de componente teórica através de estudos comparativos e de relações com correntes, por exemplo, do pensamento social, da arte, arquitetura e urbanismo, da técnica, ambiente, do território e da paisagem. A exposição das diversas teorias sobre a cidade e interpretações sobre o espaço urbano é da responsabilidade do docente (ou de convidados para o efeito). O estudante tem oportunidade para a reflexão/debate sobre temas específicos a desenvolver quando confrontado com textos sobre os novos compromissos urbanos. As estratégias de ensino-aprendizagem respondem à especificidade dos assuntos explorados, com sessões multimédia, havendo espaço para a reflexão individual e/ou em grupo. A metodologia concorre para um conhecimento sistemático e reflexivo da teoria urbanística. A avaliação afere-se através do envolvimento e compromisso do estudante para com a unidade curricular, complementada com a realização de dois testes.

Método de Avaliação
O docente afere, aula a aula, o envolvimento e compromisso do estudante para com a UC, verificando a progressão da aprendizagem e os níveis de aquisição de conhecimentos que os estudantes revelam na explanação, individual ou em conjunto, de problemáticas em discussão. A avaliação consubstancia-se na realização de 2 teste escrito para aferição de conhecimentos de investigação documental. Cada momento de avaliação é acompanhado por um enunciado que enquadra as questões a dar resposta pelos estudantes. A apresentação individual de trabalhos selecionados integra os métodos de avaliação e ocorre em datas estabelecidas para o efeito.

Bibliografia
BOFILL, R. (1995). L’ architecture des villes. Paris: Odile Jacob. Cota BDC: 711.4 / B 661 a
CHUECA GOITIA, F. (2008). Breve história do urbanismo (7ª ed.). Lisboa: Presença. Cota BDC: 711.4 / C 486 bre
MARTÍNEZ SARANDESES, J.; Herrero Molina, M. & Medina Muro, M. (1990). Espacios públicos urbanos. Madrid: Ministério de Obras Públicas y Urbanismo. Cota BDC: 711.4 (460) / M 337 e
PETERS, P. (ed. lit.) (1979). La ciudad peatonal. Barcelona: Gustavo Gili. Cota BDC: 711.7 / C 529
PORTAS, N. (2005). Os tempos das formas. Guimarães: Departamento Autónomo de Arquitetura da Universidade do Minho. Cota BDC: 711.4 / P 876 t
WILHEIM, J. (1969). Urbanismo no subdesenvolvimento. Rio de Janeiro: Saga. Cota BDC: 711.4 (81) / W 668 u