Código
A17

Unidade Curricular
Sistemas Construtivos

Área Científica
TEC

Periodicidade
Semestral

Semestre
3º semestre

Horas Totais
84

Horas de Contato
40

Tipologia
Teórico-Prática

ECTS
3


Resumo
Desenvolvimento de processos adequados à tectónica dos edifícios, sua implantação no terreno e respetiva relação com a envolvente em termos dos sistemas construtivos adotados, verificando o ajuste dos mesmos quanto a aspetos como a salubridade e a durabilidade das edificações. Consolidação do saber operativo relativo à consubstanciação de soluções construtivas compatíveis com os diversos procedimentos técnicos necessários para a concretização do projeto em obra.

Objetivos de Aprendizagem
Abordagem do edifício como um todo, examinando interdependências existentes entre patologias decorrentes de más soluções de projeto e o condicionamento à adequada utilização dos edifícios. Correlação entre o projeto, boas práticas construtivas e o cumprimento de normas e regulamentos existentes. Facultar ao estudante conhecimentos nos domínios da modelação de terrenos, sistemas de drenagem superficial e subterrânea, conceção e impermeabilização de caves e pavimentos enterrados. Ter em consideração a necessidade de ventilação natural e ou artificial dos pavimentos enterrados e a sua influência na saúde e salubridade dos edifícios. Estudo de terrenos, níveis freáticos e suas implicações na conceção e salubridade dos edifícios. Incentivar a capacidade de pesquisa e análise crítica da informação técnica existente no mercado construtivo.

Conteúdos Programáticos
Representação de terrenos: plantas topográficas, mapas, perfis. Movimento de terras: escavações e aterros, contenção de terrenos, estabilização de taludes. Drenagens: drenagens superficiais e subterrâneas; drenagens durante a execução dos trabalhos. Caves em edifícios: acessos a pavimentos enterrados; impermeabilização de paredes e pavimentos enterrados; ventilação de espaços enterrados.

Metodologia de Ensino
Os métodos aplicados no desenvolvimento dos objetivos desta unidade curricular apoiam-se em diversas vertentes letivas diferenciadas, com a sequência seguinte: exposição teórica sobre os fundamentos científicos e técnicos das diversas áreas da UC; execução de trabalhos práticos em todas as áreas da UC, desenvolvendo os diversos sistemas construtivos aplicáveis a cada uma delas, sendo parte desenvolvida e acompanhada nas aulas e parte desenvolvida em períodos não presenciais; análise crítica das diversas soluções desenvolvidas nos trabalhos práticos com vista à otimização dos sistemas construtivos; visitas a obras em execução, recolha de dados sobre os sistemas construtivos aí aplicados e comparação destes com os preconizados nas aulas.

Método de Avaliação
O docente afere, aula a aula, o envolvimento e compromisso do estudante com a UC, verificando a progressão da aprendizagem e os níveis de aquisição de conhecimentos que os estudantes revelam na resolução de exercícios práticos sobre pormenorização arquitetónica. A avaliação é efetuada em dois momentos, com recurso à valoração qualitativa dos trabalhos desenvolvidos, do dinamismo e participação nas aulas, e valoração quantitativa de prova escrita individual. Cada momento de avaliação é acompanhado por enunciado que enquadra as questões e o âmbito das problemáticas a dar resposta.

Bibliografia
Blackburn, G. (n. d.). Pavimentos, paredes e tetos. Mem Martins: CETOP. Cota BDC: 692 / B 562 p.
Boeminghaus, D. (1985). Pavimentos y límites urbanos: caminos, calles, plazas, zonas públicas, peatonales y de tráfico rodado. Barcelona: Gustavo Gili. Cota BDC: 692 / B 656 p.
Henriques, F. (2001). Humidade em paredes. Lisboa: LNEC. Cota BDC: 699.82 / H 449 h.
Laboratorio Nacional de Engenharia Civil (1988). Paredes de edifícios. Lisboa: LNEC. Cota BDC: 692.2 / P 249.
Medina Gallego, G. (n. d.). Manual para la instalación del pavimento de madera. Madrid: AITIM. Cota BDC: 692.5 / M 443 m.