Código
A16

Unidade Curricular
História da Arquitetura Monumental

Área Científica
HUM

Periodicidade
Semestral

Semestre
3º semestre

Horas Totais
84

Horas de Contato
40

Tipologia
Teórica

ECTS
3


Resumo
Desenvolvimento de noções e caraterização de referências edificadas de cariz monumental na história da arquitetura, analisando os respetivos constituintes espaciais e morfológicos, a sua relação com o saber tectónico à época e a influência das dinâmicas sociais, culturais e ideológicas na configuração da estrutura espacial. Consolidação da verificação da correlação entre os edifícios públicos da arquitetura monumental, os tecidos edificados e o espaço público das cidades.

Objetivos de Aprendizagem
Identificar e caracterizar edifícios públicos monumentais, ao longo da história da arquitetura. Distinguir as sucessivas alterações espaciais e morfológicas que caracterizam edifícios monumentais. Compreender a sua relação com a evolução construtiva e a importância das dinâmicas sociais na definição de forma e espaço. Relacionar a evolução dos edifícios públicos e da arquitetura monumental com a estrutura urbana e com o espaço público da cidade. Entender os conceitos de mudança e de persistência aplicados à evolução da arquitetura.

Conteúdos Programáticos
Antiguidade clássica: arquitetura grega; o templo grego e o cânon da arquitetura; as ordens arquitetónicas gregas; o teatro e outras expressões de monumentalidade arquitetónica. Arquitetura romana: tradição e inovação nas construções romanas; inovação técnica e a diversificação tipológica. Antiguidade tardia: arquitetura paleocristã; arquitetura bizantina. Idade Média: retorno à monumentalidade arquitetónica; arquitetura visigótica e carolíngia; arquitetura românica; arquitetura gótica. Renascimento: distintos princípios orientadores da arquitetura do Quatroccento e do Cinqueccento; protagonistas e obras de referência. Barroco: princípios orientadores da arquitetura barroca; protagonistas e obras de referência.

Metodologia de Ensino
A aprendizagem consubstancia-se no debate de ideias, noções, períodos históricos e contextos, em que os estudantes analisam – individualmente e/ou em grupo – imagens, modelos, referências e documentos bibliográficos disponibilizados pelo docente. A metodologia de ensino assenta em sessões teóricas de explanação de conteúdos previstos, em que são apresentadas as principais linhas orientadoras que organizam os conhecimentos a adquirir. A comunicação acontece recorrendo também a meios audiovisuais que potenciam a reflexão fundamentada por parte dos estudantes, desenvolvendo processos de interpretação da informação facultada e o inerente contributo para a capacidade discursiva. Os métodos concorrem para o ensino sistemático e crítico.

Método de Avaliação
O docente afere, aula a aula, o envolvimento e compromisso do estudante para com a UC, verificando a progressão da aprendizagem e os níveis de aquisição de conhecimentos que os estudantes revelam na explanação, individual ou em conjunto, de assuntos em discussão/reflexão. A avaliação consubstancia-se na realização de dois testes escritos para aferição de conhecimentos e no desenvolvimento e entrega de um trabalho prático de investigação documental. Cada momento de avaliação é acompanhado por um enunciado que enquadra as questões e o âmbito das problemáticas a dar resposta pelos estudantes. A apresentação individual de trabalhos selecionados integra os métodos de avaliação e ocorre em datas estabelecidas para o efeito.

Bibliografia
GUILLAUME, J. (1991). Les chantiers de la renaissance: actes des colloques tenus à Tours en 1983-1984. Paris: Picard. Cota BDC: 72.03 / C 43.
LEVRON, J. (1980). Grands travaux, grands architectes du passé. Paris: Editions du Moniteur. Cota BDC: 72.03 / L 649 g.
LLOYD, S. (1980). Architecture antique. Encyclopédie illustrée d`architecture. Luxembourg: SACELP. pp.15-80.
UPJOHN, E.; WINGERT, P. & Mahler, J. (1965). Dos etruscos ao fim da Idade Média. História mundial da arte, 2 (5.ª ed.). Amadora: Livraria Bertrand. Cota BDC: 7 (091) / U 57 h / V. 1.
MURRAY, P. (1973). L`architecture de la renaissance. Paris: Electa-Weber. Cota BDC: 72.03 / M 962 a.